Esse filme fala, antes de tudo, de amor. Para ser mais exato: de amor próprio. A palavra BICHA vem sendo usada de forma errada, como xingamento. Quando, na verdade, deveríamos tomar como elogio.

"Ser bicha é correr o risco de ser agredido pela ignorância. Resistimos para nos proteger, resistimos para vencer."
"Ser bicha é ser livre."
"Não vamos deixar que nos vençam, Não mesmo!"

Criado, dirigido e editado por Marlon Parente.
Com Bruno Delgado, Igor Ferreira, Ítalo Amorim, João Pedro Simões, Orlando Dantas e Peu Carneiro. 

Todos os depoimentos contidos nesse filme são experiências vividas pelos próprios participantes.
Recife - PE

Comentários