sexta-feira, 19 de setembro de 2014

"The tea drinker" - Geoffrey Laurence, oil on canvas1994


Querido,
o corpo é só o corpo,
o invólucro
do que desejo.
Eu não me apaixono por corpos.
Apaixono-me por Mentes
e Almas.

Mas o corpo é o veículo, instrumento pelo qual a Alma se revela e o Intelecto se manifesta seja num arquear de sobrancelhas, no baixar de pálpebras, no fremir do lábio que ameaça o choro ou a gargalhada, na posição dos dedos da mão que repousa sobre a toalha da mesa, na inclinação da cabeça que recusa, na negligência do corpo atirado lânguido sobre si mesmo depois do sexo.

Já desejei e amei, eternamente, um olhar vago, um silêncio persuasivo, um jeito de tragar o cigarro, um ressonar profundo junto do meu rosto, um timbre de voz ao telefone, um cheiro de pele suada, um roçar de coxas, um virar de páginas durante a leitura,  um hálito, um pressentimento de presença confirmado pelo vulto que avança no hall da escada.

O que desejo e amo são os pequenos gestos inconscientes que deflagram  as Almas.
Os corpos são só os corpos, quaisquer corpos que vacilem na árdua tarefa de conter e deixem derramar as Almas.

MP


domingo, 7 de setembro de 2014



Do inquieto oceano da multidão
veio a mim uma gota gentilmente
suspirando:

- Eu te amo, há longo tempo
fiz uma extensa caminhada apenas
para te olhar, tocar-te,
pois não podia morrer
sem te olhar uma vez antes,
com o meu temor de perder-te depois.

- Agora nos encontramos e olhamos,
estamos salvos,
retorna em paz ao oceano, meu amor,
também sou parte do oceano, meu amor,
não estamos assim tão separados,
olha a imensa curvatura,
a coesão de tudo tão perfeito!
Quanto a mim e a ti,
separa-nos o mar irresistível
levando-nos algum tempo afastados,
embora não possa afastar-nos sempre:
não fiques impaciente - um breve espaço
e fica certo de que eu saúdo o ar,
a terra e o oceano,
todos os dias ao pôr do sol
por tua amada causa, meu amor.


Walt Whitman 
[1819-1892]

Oya (Oiá) é a divindade dos ventos, das tempestades e do rio Níger que, em iorubá, chama-se Odò Oya. Foi a primeira mulher de Xangô e...