terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Amarílis - Ed Paiva

“Eu me deitava no piso hidráulico rosa e branco do corredor, 
no alto da escada.
Via as folhas de amarílis que meu avó cuidava, 
as fumaças brancas da fábrica de açúcar
e as nuvens esgarçadas no céu azul.”

Ed Paiva
06/02/2012

Nenhum comentário:

Oya (Oiá) é a divindade dos ventos, das tempestades e do rio Níger que, em iorubá, chama-se Odò Oya. Foi a primeira mulher de Xangô e...