terça-feira, 19 de julho de 2011

para Heberle Sales Babetto

Algumas vezes...
Perdemos-nos de nós mesmos...
Esquecemos-nos de quem somos...
Vagamos insaciáveis e vazios...

Algumas vezes...
Deparamos-nos com espelhos...
Nossos olhos nos miram, a nós mesmos,
Do avesso universal que somos...

Algumas vezes...
Nem sempre...
Plenos...

Nenhum comentário:

Oya (Oiá) é a divindade dos ventos, das tempestades e do rio Níger que, em iorubá, chama-se Odò Oya. Foi a primeira mulher de Xangô e...