terça-feira, 26 de abril de 2011

UM Mundo

“Eu não sou seu Pai, não sou sua Mãe, nem seu Irmão.
Talvez eu seja seu Amigo, ou não.
Quem sabe um seu Espelho, ao avesso.
Prefiro que você me veja, a mim, como um acervo de possibilidades. 
Você tem escolhas e opções, assim como eu.
Aviso que você me terá, não mais, não menos, que eu a você.
Eu sou UM Mundo.”


sexta-feira, 22 de abril de 2011

Dream


As pessoas vivem para que?
Para perderem alguém?
Para se manterem vivas?
Para viverem mais tempo?
Ou para nos deixar?
“- Vamos rodar de moto.”
Cinco Taiwaneses, idade média de 81 anos, um com problemas de audição, um com câncer, três com problemas de coração, todos com artrite degenerativa.
Seis meses de preparação, 13 dias viajando por Taiwan, 1139 quilômetros, de norte a sul, da noite até o dia, por um simples motivo...
As pessoas vivem para que?
SONHOS
Para pessoas comuns com SONHOS extraordinários

Livre tradução de Otávio Z1000

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Desejo

Meu maior e, talvez, perigosamente, único desejo é encontrar e conhecer essa sombra fugidia, essa força impulsora, esse movimento constante e ininterrupto, essa eminência parda, esse pai algoz, essa criança mimada, essa incógnita, essa... esse... Esse Ser...

Sinto que o encontro, o olhar no olho, o abraço peito a peito, o beijo morno, a comunhão para o bem ou para o mal das mentes, a afinação entre os sentimentos divergentes, me traria o equilíbrio, a aceitação, o ajuste entre forma e fundo, a compreensão e a paz necessária para seguirmos juntos sem aflições.

Meu maior e único e mais perigoso desejo é amar esse Ser a quem chamo de Meu Destino.

Edward Coley Burne-Jones

Oya (Oiá) é a divindade dos ventos, das tempestades e do rio Níger que, em iorubá, chama-se Odò Oya. Foi a primeira mulher de Xangô e...