quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Exéquias


Entrou na terra
enquanto os outros saiam,
fantasmas bailam

ouço...
ouço vozes vindas de longe
ouço gritos vindos de perto

eles vêm e vão,
os fantasmas
não descansam na Paz

os mortos não carregam seus mortos
porque os vivos
não deixam

meus pensamentos
vagam na sombra
entre os fogos-fátuos

sob meus pés,
as criptas estão abertas
e vacilo no vácuo

as garras do destino me sustêm
ouço...
não é hora de bailar.
Murilo Pagani

Nenhum comentário:

Oya (Oiá) é a divindade dos ventos, das tempestades e do rio Níger que, em iorubá, chama-se Odò Oya. Foi a primeira mulher de Xangô e...