terça-feira, 12 de maio de 2009


Azul.
Por todos os lados.
Acima e abaixo.

Azul.
Nem céu nem mar.
Céu e mar.

Azul.
Nem barco nem vela.
Remos dormem.

Azul.
Pacífico.
Silêncio.
Azul.
Murilo Pagani
2009

Nenhum comentário:

Oya (Oiá) é a divindade dos ventos, das tempestades e do rio Níger que, em iorubá, chama-se Odò Oya. Foi a primeira mulher de Xangô e...