Quase primavera/1999
O Amor sempre esteve presente em minha Vida de forma devastadora.
Sempre num repente. Consumindo-me antes que desse conta. Num movimento turbilhonado em direção ao caos.
Fora de controle.

Talvez seja um defeito genético. Uma desordem na constituição do que sou. Uma falha na programação do DNA. Um engano da natureza. Uma herança ancestral degenerativa.
Não sei ao certo. Não tenho nenhuma certeza quanto a isso. Não tenho nenhuma certeza quanto a nada.

Tudo aconteceu muito cedo. Muito cedo fui arrastado por esses furacões emocionais. Sem controle. Sem que percebesse como. Num momento. Girando desalinhado.

Estou além das convenções.
Estou além das contravenções.

Você está avisado.


Murilo Pagani

Comentários